Home / Geral / Brasil / EM MEIO A MEDIOCRIDADE, SURGE NO SENADO SIMONE TEBET PARA DAR ALENTO AOS BRASILIEROS

EM MEIO A MEDIOCRIDADE, SURGE NO SENADO SIMONE TEBET PARA DAR ALENTO AOS BRASILIEROS

Vicente Limongi Netto

Em artigo do dia 6, aqui na “Tribuna da Internet”, fiz uma triste constatação. Infelizmente nada para alterar – a politicalha grassa e emporcalha o Brasil. O ano novo chegou anunciando que logo seria quebrado assustador recorde de 200 mil mortos pela covid. Amarguras e decepções do ano velho insistem em perdurar em 2021.

Mas há uma notícia positiva. O MDB decidiu lançar Simone Tebet para disputar a presidência do Senado e do Congresso. Ela tem o DNA da boa política. Filha do ex-senador Ramez Tebet, que presidiu com galhardia e respeito o Senado da República. Simone é qualificada para a missão. Mas precisa correr contra o tempo.

PODEMOS E PSDB – Não acredito que o Podemos de Alvaro Dias, e o PSDB, de Tasso Jereissati, adotem a política do entreguismo e da vassalagem decidindo apoiar Rodrigo Pacheco, candidato do obscuro Alcolumbre e do sábio de barro, Bolsonaro.

O MDB tem gloriosas vitórias em memoráveis lutas políticas. É preciso unir forças com Simone Tebet, para o Senado voltar a ser altivo e firme. Apoiando projetos do governo que sejam do interesse coletivo. Decisão que valoriza a atividade política. Sem respingar jamais na subserviência.

ANÁLISES SÓRDIDAS –  Evidente que Trump pegou pesado, incitando o quebra-quebra e a invasão do Capitólio. Mas é inacreditável o arsenal de sordidez, torcida, ódio, rancor e destempero dos notáveis analistas de meia pataca da Globonews. Nesta quarta-feira, o jornalismo isento foi jogado no lixo, por editores, apresentadores, repórteres, tradutores e analistas.

Armaram uma arquibancada colossal e tome paulada no ainda presidente. Inacreditável. Jornalismo de esgoto. Trump pagará por seus pecados. Mas foi um presidente que lutou pela soberania dos Estados Unidos. Deixou a economia em ordem. Combateu terroristas. Valorizou a cidadania. O jogo ainda não acabou para Trump.

No Senado ele dobrará aqueles que o querem ver pelas costas. A verdade é que o legado político de Donald Trump incomoda seus desafetos e adversários. Pode ser até que Trump pegue leve, seja ponderado com eventuais erros do seu sucessor. Apesar dos traidores do Partido Republicano, na Câmara dos Deputados, Trump não pode ser considerado carta fora do baralho na política norte-americana.

MUNDO JOVEM – O novo livro do pensador italiano, Domenico de Masi, ” O mundo ainda é jovem”, chega em boa hora. O título da obra é sugestivo e estimulante para o Brasil e para os brasileiros: “É importante ter coragem”, exorta De  Masi. 

Saiba ele que milhões de brasileiros  dormem vestidos de coragem para enfrentar as adversidades do dia seguinte. Coragem para enfrentar a covid; coragem para tentar conseguir emprego; coragem para enfrentar a bandidagem e a insegurança que tomaram conta do país; coragem para sofrer e ser humilhado nos postos de saúde e hospitais em busca de atendimento médico; coragem para repudiar o racismo e a homofobia; coragem para viver em barracos que são destruídos  pelas enxurradas; coragem para enfrentar o assédio moral e sexual; coragem para andar em ônibus imundos e caindo aos pedaços; coragem para multiplicar diariamente o alimento escasso para os filhos; coragem para se indignar com os governantes ruins e corruptos; e, por fim, ter força e  coragem para, através do voto, mandar para o inferno, de uma vez por todas,  a cambada  de maus políticos que, com a maior cara lambida,  mentem,  desapontam e infelicitam os brasileiros.

ENEM E GERSON – Milhares de estudantes passaram o ano se “matando” para as provas do ENEM. E o MEC insiste pela realização dos exames. Pelo jeito o governo quer que a covid mate literalmente os jovens, aumentando o assustador e trágico número de mais de 205 mil mortos no Brasil.

Por fim, enquanto a maioria dos jornais, digitais e impressos, e televisões se omitiu, mostrando desrespeito, ingratidão e injustiça com o ex-atleta e cidadão, o programa “Bem,amigos”, no canal SporTV deu exemplar lição de bom jornalismo, homenageando os 80 anos de idade do cerebral Gerson Nunes, o “canhotinha de ouro” do tri. Pobre e melancólico Brasil que não tem apreço e não cultiva seus legítimos ídolos.

Veja Também

CARA DE PAU LEVA BOLSONARO A CHAMAR A VACINA DO COVID DE “VACINA BRASIL”

Vamos ouvir o comentário desta terça-feira, dia 19 de janeiro, do jornalista brasiliense Genésio Araújo ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *