Home / Geral / Baixo Astral / BRASIL CONTINUA SOB O COMANDO DE UM CAPITÃO SEU RUMO

BRASIL CONTINUA SOB O COMANDO DE UM CAPITÃO SEU RUMO

MARCOS PEIXOTO

O presidente Jair Bolsonaro ao tomar posições políticas nacionais e internacionais, parece que está ali falando um líder de potência econômica e bélica respeitável. O Brasil não está mais aguentando tantos desatinos, todo dia o nosso presidente comete um de seus devaneios e o pior é que a nossa nação está dormente, seja pela pandemia do novo coronavírus, seja porque ainda não caiu na real de que estamos com um alguém nos conduzindo para portos inseguros, um capitão de fragata completamente pirado.

Enfrentar potências mundiais como a China, Estados Unidos e a própria Europa é querer demais para um presidente brasileiro. Vamos concordar: é muita areia para o seu caminhãozinho.

O resultado deste sururu todo é que cada dia nos isolam mais de um mundo de boas perspectivas, e o presidente brasileiro que só tinha a lhe dar sustentação outro garoto travesso que era o Donald Trump, acaba de perder esta proteção. A maioria do povo americano está colocando o cara para correr, literalmente. O cara está saindo pelas portas do fundo da Casa Branca.

Já aqui em solo pátrio, Bolsonaro ainda não disse para que veio, pois até a sua bandeira mais cara que era o combate à corrupção, foi arreada ao chão e hoje ele se perde no calabouço construído há tempos pelos corruptos brasileiros de plantão.

A economia poderia estar menos traumatizada, desde que o mesmo atentasse para o momento em que vivemos, plena pandemia, mas definitivamente o homem está mais perdido que cego em tiroteio e a nossa nação, infelizmente, continua sangrando.

Está chegada hora de darmos um basta neste estapafúrdio criado por nosso chefe da nação, porque, do contrário, estaremos fadados a nos defrontar com uma situação de completa iniquidade moral, econômica e religiosa.

Veja Também

BRASILEIRA VAI PILOTAR HOTEL EM NOVA YORK

Durante 20 anos ela foi diretora-geral do Copacabana Palace, no Rio de Janeiro, e agora ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *