Home / Geral / Cariri / PDT/PT BARBALHENSES DESTOAM DO ZIGUEZAGUE POLÍTICO DE ARGEMIRO SAMPAIO

PDT/PT BARBALHENSES DESTOAM DO ZIGUEZAGUE POLÍTICO DE ARGEMIRO SAMPAIO

A primeiríssima providência que “os cabeças pensantes” da campanha prefeitural de Guilherme Correia(PDT/PT e outros) em Barbalha devem tomar para dar um prumo em sua candidatura, será buscar reunificar a base política que até hoje não conseguiu se organizar em torno da sua postulação. Os petistas não digerem a condição de não protagonistas nestas eleições municipais, sentem-se como que diminuídos noo papel de coadjuvantes numa cidade em que essa agremiação sempre se mostrou vitaminadíssima desde os primórdios da redemocratização brasileira.

Uma candidatura que provoca dissenso é terrível, pois nem bem se prenuncia e já transparece aos eleitores uma sensação de desistência antes do vencimento do contrato, ou melhor, da eleição.

Outro fator que contribuiu para o inferno astral da esquerda oposicionista em Barbalha foi o excesso de confiança do governador na derrocada administrativa e política do atual prefeito Argemiro Sampaio(PSDB). Aguardaram até a hora “H” o que não aconteceu, dai quando foram abrir bem os olhinhos o jovem prefeito barbalhense ao contrário do que previram os adversários, conseguiu empreender uma das melhores administrações que o Cariri e o interior cearense já tiveram notícia, mesmo sem o beneplácito do manto governamental. Sem falar na sua sacada política que até os seus adversários mais medonhos reconhecem.

Continuo afirmando que o melhor para Barbalha teria sido uma união das forças políticas em torno de Argemiro com o governador Camilo Santana agindo como chanceler, ou seja, como encarregado da guarda do selo político e chefe dos conselheiros do reinado.

Sendo assim e sem mais nada para acrescentar ao presente texto, reconheço que estamos para lá de conversados.

Veja Também

JUSTIÇA ELEITORAL INCAPACITADA DE BARRAR PODER ECONÔMICO NO CARIRI

Estamos nos aproximando do dia 15 de novembro, dia em que acontecerá as eleições municipais ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *