Home / Geral / Cariri / SAMUEL ARARIPE: VERDADE OU FAKE NEWS O SEU “STOP” POLÍTICO?

SAMUEL ARARIPE: VERDADE OU FAKE NEWS O SEU “STOP” POLÍTICO?

MARCOS PEIXOTO

Samuel Araripe continua a ser a grande incógnita da política cratense. Mesmo distante da cidade, morando atualmente em Fortaleza, a sua chama de liderança continua acesa na terra de Bàrbara de Alencar, assim afirmam os seus diversos admiradores.

Dizem os mais experientes que em política o sujeito tem que ser possuidor de muita matreirice e habilidade para nela se sustentar e perpetuar por alguns anos. Temos políticos no Crajubar que pontificaram por todas as suas vidas úteis(no bom sentido) e que só dela largaram quando o peso da idade os alcançou. E olha que tem deles ai vivinhos da silva que, mesmo sem mandatos eletivos, continuam a oferecer os seus pitacos políticos a muitos estreantes na carreira. Como exemplo palpável, podemos citar cá entre nós o longevo ex-governador Adauto Bezerra que não perde uma oportunidade de nela se envolver, seja a nível municipal, estadual ou nacional.

O velho Manuel de Castro, saudoso ex-governador cearense e conhecido por suas fantásticas sátiras políticas, certa vez em conversa com o ex-prefeito do Crato, agropecuarista Walter Peixoto, disse-lhe que político tem que ter sensatez, jogo de cintura e saber esconder as intenções para surpreender o inimigo, afinal, político não pode ser igual a galinha, a única espécie no mundo que idiotamente cacareja para anunciar que botou o ovo.

É por essas e outras que não acredito quando o ex-prefeito do Crato, tabelião Samuel Araripe, afirma de pés juntos que resolveu abandonar a política. Samuel vem de uma família literalmente política, seus avós, tios e o pai, ex-deputado federal e ex-prefeito do Crato Ossian de Alencar Araripe, foi um dos políticos mais atuantes na política cratense e cearense nas décadas de 50, 60, 70 e pedacinho dos anos oitenta. Samuel Araripe que foi embora do Crato ainda garoto para acompanhar o pai em suas aventuras políticas, retornou ao torrão natal na década de noventa para resgatar o prestígio político da família. Primeiramente se candidatou a deputado federal e por muito pouco não conseguiu se eleger. Logo após topou ser vice de Walter Peixoto numa campanha memorável. Com a vitória desta chapa, conquistou, portanto, o seu primeiro mandato público. Na eleição seguinte, rompeu com Waltinho e se candidatou a prefeito, tirando do ex-aliado a condição de uma reeleição tida e havida como favas contadas. Na eleição municipal seguinte se recandidatou e conseguiu mais quatro anos de mandato. Encerrou a sua segunda gestão sem conseguir eleger o sucessor Cícero França. Diante da derrocada administrativa e política de seu sucessor, empresário Ronaldo Muniz, Samuel resolveu mais uma vez retornar ao comando do Palácio Alexandre Arraes. Numa campanha dificílima, onde teve que enfrentar as máquinas municipal e estadual, perdeu a eleição por uma diferença ínfima para o atual prefeito José Ailton Brasil.

Diante deste quadro de lutas que enfrentou Samuel Araripe em mais de duas décadas de vida pública, soa como que fake news a notícia de que abandonou a política. Esta bendita política entranhada está em sua vida e que poderá no momento estar até menos intensa por dissabores, chateações e aborrecimentos inconfessáveis, mas que não deixará de palpitar dentro de seu ser com toda força e aquela vontade de emergir como a fênix que às vezes precisa morrer um pouco por dentro para que então possa renascer e crescer mais forte e sábia, numa nova versão de si própria.


Veja Também

ADVOGADO CONCLAMA PODERES NO CRATO A RESOLVEREM O NÃO PAGAMENTO DOS AUXÍLIOS EMERGENCIAIS

O advogado e candidato a vereador pelo PROS na cidade do Crato, advogado Gabriel Figueiredo, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *