Home / Geral / Baixo Astral / PREFEITO DE FORTALEZA SE ENROSCA NA COMPRA DE RESPIRADORES E ALIADOS SE CALAM

PREFEITO DE FORTALEZA SE ENROSCA NA COMPRA DE RESPIRADORES E ALIADOS SE CALAM

O prefeito Roberto Cláudio está às voltas com denúncias de superfaturamento seríssimas na compra de aparelhos de respiração artificial para portadores do novo coronavírus. O prefeito comprou os referido respiradores, conforme foi apurado, ao preço várias vezes acima ao praticado pelo mercado, adiantou cinco milhões de uma conta fechada de quase 25,4 milhões e, além de tudo, recebeu respiradores sem capacidade técnica e financeira da empresa contratada sem licitação, conforme a PF.

O balacobaco está tão fervente que nem os aliados Camilo Santana, governador do Ceará, Cid Gomes, senador da República, Ciro Gomes, ex-governador, e José Sarto, presidente da Assembleia Legislativa, arriscaram palpitar sobre o assunto.

O prefeito tipo menino ‘maluvido’ que faz as coisas e tenta esconder dos pais com a cara mais sem vergonha do mundo, anda tentando se justificar listando erros da operação policial. Apontou que a própria Prefeitura decidiu rescindir o contrato com a empresa responsável pelos respiradores em virtude do “descumprimento de um artigo contratual”, já que a empresa não cumpriu o prazo de entrega dos equipamentos. Só que a sacana da empresa diante da quebra do contrato pela Prefeitura de Fortaleza não devolveu e nem vai devolver os cinco milhões que recebeu pela venda dos respiradores. Foram para o esgoto cinco milhões de reais de uma prefeitura que sequer toma conta da pobreza que impera pelos bairros periféricos.

Veja Também

DADOS ATUALIZADOS DO CRATO SOBRE A PANDEMIA

Até o momento, o município notificou 3.935 pacientes, sendo 1067 casos confirmados, 2.830 descartados, e ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *