Home / Geral / Alto astral / O POVO NAS RUAS É UM SHOW DE DEMOCRACIA. MEDO DISSO SÓ OS PRIVILEGIADOS

O POVO NAS RUAS É UM SHOW DE DEMOCRACIA. MEDO DISSO SÓ OS PRIVILEGIADOS

José Carlos Werneck

Até que ponto querem aumentar a abissal e cruel distribuição de renda da nação, através da obtenção de vantagens que a cada dia torna cada vez mais insuportável e pesada a carga sobre os ombros do proletariado e da classe média? Não é possível continuar neste caos social provocado por detentores de indevidos privilégios. Basta de farsa .Chega de enganação. Basta da guerra psicológica que somente esses péssimos políticos desencadeiam com o objetivo de convulsionar o país e levar avante a sua política continuísta.

Basta de demagogia para que, realmente, se possam fazer as reformas de que o Brasil realmente necessita. Todas as medidas tomadas por esses maus brasileiros, nestes últimos tempos, não têm outro objetivo senão o de enganar a boa-fé do povo, que, aliás, não se deixará mais que lhe joguem areia nos olhos.

SELETÍSSIMA PANELINHA – Não é tolerável esta situação injusta e insustentável provocada artificialmente por eles próprios que estabeleceram uma desigualdade perversa, desigualdade esta que cresce em ritmo acelerado e ameaça sufocar todas as classes que não pertencem a essa “seletíssima panelinha”.

Não contente de desvirtuar a finalidade do que seria sua nobre função, que seria legislar para todos, legisla de maneira generosa para si e seus dependentes. Até quando os detentores de privilégios absurdos abusarão da paciência da maioria da população brasileira? Até que ponto pretendem tomar para si a função de criarem infinitos “direitos” e privilégios para si e seus parentes ? Até que ponto contribuirão para preservar o clima de injusta desigualdade social que se verifica há muitos anos no País?

Aqueles que deveriam preservar a Constituição não admitem a possibilidade de perder suas vantagens pagas com o sacrifício do contribuinte estendendo sua ação deformadora, o que põe em perigo o regime e a segurança nacional. A opinião pública recusa uma política de natureza equívoca que se volta contra as instituições, cuja guarda deveria caber a esses próprios representantes do povo e ao Poder Judiciário .

RESPEITO Á CONSTITUIÇÃO – A maioria da população ordeira quer o respeito à Constituição. Queremos as reformas votadas livremente e sem troca de favores pelo Congresso Nacional. Todos queremos a intocabilidade das liberdades democráticas e a realização das eleições em 2022.

A maioria dos cidadãos de bem não admite nem quer golpe nem contragolpe. Quer consolidar o processo democrático para a concretização das reformas essenciais à melhoria de sua estrutura econômica, mas não admite que alguns privilegiados, por interesses inconfessáveis, desencadeie a luta contra a Liberdade de Expressão, coíba a livre manifestação popular, achando que a presença do povo nas ruas seja uma ameaça à Democracia..

Muito ao contrário, a presença do Povo nas ruas é a expressão maior e mais viva das verdadeiras Democracias! Quem tem medo do Povo na Rua são unicamente os detentores de absurdos privilégios. Toda manifestação livre do pensamento, impede o caminho à ditadura.

ATENTOS E VIGILANTES – Os Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, as Forças Armadas e, principalmente, as forças democráticas devem estar alertas e vigilantes e prontos para combater todos aqueles que além de atentarem contra o regime, por meio de inadmissíveis privilégios, colaboram de forma inequívoca para preservar nossa pobreza ancestral!

O castigado e indefeso povo brasileiro já sofreu demasiado com estes absurdos privilégios. Agora, chega! No próximo domingo, 15 de março, lute por seus Direitos e pela preservação da Democracia. Saia às ruas e de maneira ordeira e pacífica lutem por seus direitos e o fim dos privilégios de uma minoria, insensível ao sofrimento dos mais humildes.

Você não tem nada a perder, além de seus sacrifícios diários para sustentar, com o seus impostos, um clube fechadíssimo de autoridades detentoras de infinitos privilégios!

Veja Também

COMO CARIEISSO DEFENDE, MS LIBERA ISOLAMENTO DE ACORDO COM REALIDADE DAS REGIÕES

Medidas de isolamento devem ser proporcionais à realidade apresentada em cada região, observando critérios epidemiológicos, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *