Home / Geral / Alto astral / PROFESSOR CEARENSE ESCOLHIDO PARA O PRÊMIO CAPES DE TESE 2019

PROFESSOR CEARENSE ESCOLHIDO PARA O PRÊMIO CAPES DE TESE 2019

O professor da rede cearense de ensino público e doutor em Geografia pela Universidade Estadual do Ceará (Uece), Pedro Balduíno, teve sua tese defendida no doutorado escolhida para o Prêmio Capes de Tese 2019 como destaque na área de sua pós-graduação. A premiação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) vai reconhecer as melhores pesquisas em 49 áreas de avaliação e mais 93 trabalhos que receberão menções honrosas. A lista foi divulgada na última sexta-feira (6).

Professor Pedro Balduino, professor da rede cearense de ensino público e doutor em Geografia pela Universidade Estadual do Ceará (Uece)

Essa é a 14ª edição do certame e fica marcada pela que obteve maior número de candidaturas, com 1.140 no total. Os vencedores vão ganhar uma bolsa para estágio pós-doutoral, durante o período de até 12 meses. Já os orientadores serão agraciados com R$ 3 mil para participar de eventos acadêmicos. Desde a sua primeira edição, o número de teses participantes cresceu 300%.

A tese apresentada pelo professor, e atual superintendente da Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação 1 (Crede de Maracanaú), Pedro Balduíno, foi a “Evolução morfológica de barras e ilhas fluviais no baixo curso do Rio Jaguaribe diante da inserção da barragem do Castanhão, Ceará- Brasil”, desenvolvida junto ao Programa de Pós-Graduação em Geografia da Uece, e que teve a orientação das professoras Drª Lidriana Pinheiro e Drª Andrea Cavalcante.

Balduíno explica que seu projeto “traz uma importante discussão sobre os impactos de barragens nos processos sedimentares e morfodinâmicos em rios semiáridos e que afetam a zona costeira”. De acordo com ele, além da universidade pública cearense, “o estudo foi desenvolvido ainda em parceria com o Instituto de Geografia e Ordenamento do Território (IGOT), da Universidade de Lisboa, sob a orientação do professor Jorge Trindade”.

Além de compor a lista de destaques nas 49 áreas atingidas pelo prêmio da Capes na edição de 2019, os selecionados ainda irão participar do Grande Prêmio, em novembro próximo, cujos vencedores serão escolhidos por três comissões: “Humanidades”, “Ciências da Vida e Ciências Exatas”, e “Tecnológicas e Multidisciplinar”. O Grande Prêmio é oferecido em parceria com os institutos Serrapilheira e Ayrton Senna. Premiações especiais também serão concedidas pela Comissão Fulbright e Fundação Carlos Chagas.

Pedro Balduíno se mostrou orgulhoso com o resultado alcançado através do Programa de Pós-Graduação da Uece, que contou com a parceria de outras instituições de ensino. Ele destaca o fato do estudo ter sido desenvolvido em uma universidade pública brasileira, diante de um cenário nacional de diminuição dos investimentos públicos na ciência, bem como pela parceria firmada com uma instituição internacional europeia. “Além disso, foi o único trabalho agraciado do Ceará, projetando o Estado no cenário da ciência nacional”, comemorou o doutor em Geografia.

Veja Também

CABE AOS VEREADORES BUSCAR ORDENAR OS PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS NO CRAJUBAR

A exemplo do que fez hoje o vereador de Fortaleza, Guilherme Sampaio(PT), que apresentou requerimento ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *