Home / Geral / Brasil / DIANTE DOS MAUS ENCOSTOS, NAÇÃO TEME PELO DESABAMENTO DA RURAL BOLSONARO

DIANTE DOS MAUS ENCOSTOS, NAÇÃO TEME PELO DESABAMENTO DA RURAL BOLSONARO

ATÉ TU, BRUTUS?

Por Marcos Peixoto-jornalista e colunista sênior do site Caririeisso.

Novo presidente Jair Bolsonaro

Uma pessoa trair a confiança de outra é algo tão antigo que é comum dizer uma frase com mais de 2 mil anos de existência na hora de mostrar surpresa com as atitudes de alguém: “Até tu, Brutus?”

Segundo o professor de língua portuguesa Ari Riboldi, a frase remete a uma famosa história da Idade Antiga. No século I A.C., o imperador romano Júlio César foi vítima de uma conspiração de senadores para tirá-lo do cargo. Entre eles estava o seu filho adotivo Marcus Brutus.

O complô resultou no assassinato do imperador a punhaladas pelo grupo de senadores. Na hora da morte, Júlio César reconheceu o filho entre os seus algozes e proferiu a frase. “Até tu, Brutus, filho meu?”. “É uma frase célebre que, com o tempo, adquiriu um sentido simbólico”, afirma Riboldi.

Valdemar Costa Neto que é exemplo maior de corrupção na política brasileira está feito cadela no cio para compor Governo Bolsonaro.

Pois bem, assim está a população brasileira de sobreaviso em relação ao ‘remexe mexe’ do presidente Jair Bolsonaro em relação a seu relacionamento com os deputados federais e senadores, em sua maioria, gente sem a mínima condição de respeito. O pior é que o presidente Bolsonaro (PSL) acenou no dia de ontem, quarta-feira (5) a parlamentares que irá negociar, nas próximas semanas, cargos no segundo escalão do governo. De acordo com relatos feitos à reportagem, a promessa foi feita em encontro com deputados do PR, partido do ex-deputado Valdemar Costa Neto, um dos condenados no escândalo do mensalão.

Bolsonaro recebeu durante a tarde bancadas de alguns partidos, dando prosseguimento às reuniões que começaram na terça, com MDB e PRB. Segundo participantes, parte do discurso do presidente eleito foi de que a política não será feita como nos mandatos anteriores, com troca de favores.
Apesar disso, sinalizou que vai ouvir as siglas para formar seu segundo escalão, que engloba cargos federais nos ministérios e nos estados. Bolsonaro tem sido criticado por partidos por ignorar líderes e integrantes das cúpulas das legendas na escolha de seus ministros, no que está bastante certo e conforme o prometido durante a sua campanha para presidente da República.

De acordo com deputados que estiveram na reunião da tarde desta quarta, as conversas do segundo escalão começarão em breve. “Ele [Bolsonaro] disse que em duas ou três semanas vai começar a discutir com bancadas e com grupos o segundo escalão”, disse Lincoln Portela (PR-MG).

Justamente ai, vejam muito bem, onde mora o perigo. Essa gente que hoje está sobrevoando feito urubus o terreno do senhor Bolsonaro é a mesma que se chegou a Lula em seu tempo de domínio absoluto do comando político e administrativo brasileiro. Não venham me convencer que um governo que tenha o Valdemar Costa Neto, Roberto Jefferson,  Luciano Bivar, Gilberto Kassab, Jader Barbalho, Ciro Nogueira, Eduardo da Fonte, Missionário José Olímpio e até o ex-presidente Fernando Collor de Melo com o seu suspeito PTC e outros não menos defeituosos em seus carácteres, poderá funcionar livre das amarras da corrupção, claro que não funcionará. Essa gente jamais aceitará a máxima do “quem roubou não roube mais”, pois a corrupção está entranhada em cada um deles, é endêmica. E vejam que eles estão descontrolados, pois em plena caça às bruxas via Lava Jato, temos o exemplo do governador Pezão, do Rio de Janeiro que, mesmo vendo o que se assucede ao ex-todo poderoso Sérgio Cabral, seu antecessor e chefe político, continuou dando sequencia ao esquemão de corrupção na ex Cidade Maravilhosa.

O presidente do PSL, Luciano Bivar, está a aconselhar o Bolsonaro que “A gente está numa pia batismal, mas tem que esquecer dos pecados políticos e olhar para frente. Este Bivar, vejam bem ao ceder o PSL para Bolsonaro ser o candidato do partido, recebeu Recebeu R$ 1,8 milhão em repasses do partido na campanha de candidato a deputado federal por Pernambuco. Conseguiu uma vaga na Câmara e reassumiu o comando do PSL depois do segundo turno. Esse cara é um perigo perto do novo presidente, pois faz parte da velha guarda política e topa por dinheiro.

Não, este caminho é um perigo e poderá levar a que todo esta gente oriunda das forças armadas, polícia federal e justiça que hoje está a emprestar seu apoio ao futuro governo a se instalar no próximo dia primeiro de janeiro em Brasília, comece a arrumar as malas porque a rural vai desabar.

Este colunista e quase 100% dos brasileiros estão a torcer que o novo presidente não abra nem uma vírgula do que prometeu em campanha, mas que está começando a ficar difícil de acreditar, convenhamos, está e isso não é bom. Sendo assim, “Até tu, Brutus?”

Veja Também

APÓS CAMILO DAR EXEMPLO, PREFEITOS TÊM QUE SEGUI-LO NA REDUÇÃO DO CUSTEIO DAS MÁQUINAS

TEM QUE SER! O governador Camilo Santana está de parabéns por se adequar aos novos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *