Home / Geral / Cariri / MISSÃO CUMPRIDA, ALOISIO BRASIL INICIA PROCESSO DE MUDANÇA PARTIDÁRIA

MISSÃO CUMPRIDA, ALOISIO BRASIL INICIA PROCESSO DE MUDANÇA PARTIDÁRIA

NOVA ORDEM

Capitão Wagner e Aloísio Brasil.

O médico Aloísio Brasil já começou a se entender com o tabelião Samuel Araripe, pois pretende deixar o PSDB e se filiar a um partido em que a direção estadual seja mais atuante no sentido de proporcionar aos filiados bandeiras palpáveis de embates com perspectivas de domínio político em todo o Estado do Ceará. Algo mais consistente e de alto combate.

Aloísio, coerente com a sua doutrina política, ficou até  o grande finale da eleição 2018(em termos de eleição estadual em seu primeiro turno), segurando a barra da candidatura do General Guilherme Theóphilo(PSDB) e de seus senatoriáveis Maira Queiroz(PSDB) e Eduardo Girão(PROS). “Não foi mole, pois quando observamos várias jovens lideranças tentando um lugar ao sol na política cearense, mas procurando sempre a zona confortável do poder, nós estamos fazendo justamente o caminho inverso, ou seja, o da coerência, da ousadia e da política sem amarras,” regozija -se Brasil.

Durante o desenrolar da eleição estadual, Aloísio Brasil manteve um canal de aproximação fenomenal com o hoje todo poderoso Capitão Wagner(PROS), atual deputado estadual, eleito deputado federal agora em 2018 levando a tiracolo dois outros colegas de partido e, de quebra, o recém eleito senador Eduardo Girão(PROS). Bom dizer que o Capitão Wagner goza de hospedagem cativa no apartamento de Aloísio Brasil.

Diante de toda essa explanação política sobre Aloísio Brasil, não precisa nem dizer que o seu novo ninho partidário será o PROS, partido presidido pelo deputado estadual Capitão Wagner, inclusive, vai ganhar a grande missão de comandar no Crato a campanha do presidenciável Jair Bolsonaro neste segundo turno.

 

Veja Também

SENADOR EDUARDO GIRÃO AGRADECE A MARCOS PEIXOTO SÉRIO APOIO NAS ÚLTIMAS ELEIÇÕES

SENADOR PRA VALER! Quando vi delineadas as principais chapas para a disputa estadual das eleições ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *