Home / Geral / Cariri / CARIRIEISSO APRESENTA DICAS PARA QUEM PRETENDE DISPUTAR AS ELEIÇÕES

CARIRIEISSO APRESENTA DICAS PARA QUEM PRETENDE DISPUTAR AS ELEIÇÕES

DICAS PARA OS CANDIDATOS A CARGOS MAJORITÁRIOS E PROPORCIONAIS EM TODAS AS ESFERAS DA DISPUTA 

Sem título

1. O fracasso é certo quando se tenta agradar todo mundo. Escolha o seu lado, o seu discurso.

2. O seu adversário de votos é quem pensa como você ou se dirige ao mesmo perfil de eleitor.

3. O seu antagônico é atacado só para lhe dar nitidez.

4. Primeiro o eleitor decide em quem não se deve votar. Ajude.

5. Eleição é como lavoura. Os meios de comunicação irrigam. Mas só o contato direto semeia.

6. Candidato que se explica, perde.

7. Tenha sempre a iniciativa. Jogue com as peças “brancas”.

8. Discuta só o tema que você propôs. O tema proposto pelo adversário deve ser simples ponte para você chegar ao seu.

9. Candidato tem que se comprometer.

10. Em debates perguntar é sempre mais arriscado que responder. Na resposta você fala por último. A pergunta tem que imobilizar o adversário e impedi-lo de mudar de tema.

11. O tema honestidade é visto pelo eleitor de outra forma. O tema certo é CONFIANÇA.

12. A comunicação de campanha tem que mostrar que os valores do candidato são os mesmos do eleitor. Valores e crenças básicas são a base da campanha.

13. A linguagem do marketing político é a do marketing de valores e não do marketing comercial.

14. O eleitor vota racionalmente, embora com pouca informação. Ou seja: relaciona causa e efeito.

15. O centro é o alvo, não é o ponto de partida. Ou seja, se parte desde posições nítidas para se atingir espaços políticos de centro.

16. O voto mistura crenças e conjuntura. Esquecer quaisquer das duas é perder a eleição.

17. Não necessariamente divulgue a agenda. Só a que interessa.

18. As pesquisas mexem com o animus de campanha. E com o financiamento.

discussao-deputados-discutem-briga-debate-1446216749214_615x300

19. Não ataque diretamente. Use “ouvi falar”, “dizem”, “soube”, ou na TV locutor ou testemunhais.

20. Os ataques devem ser desconcertantes, surpreendentes. As agressões (gritos e palavras chulas) ofendem o eleitor.

21. Currículo não ganha eleição. O que ganha eleição é capacidade de desenvolver a campanha. É a campanha.

22. O eleitor vota pragmaticamente. Ele já sabe como usar as pesquisas. O voto útil é fundamental e já ocorre no primeiro turno.

23. Não ataque todas as candidaturas no primeiro turno. Você precisará de uma delas, pelo menos, no segundo turno.

24. As Redes Sociais, principalmente os sites mistos que falam não só de política, mas social, cultural, empresarial,  vão ser muito mais fortes nas campanhas eleitorais nestas eleições de 2018 para frente. Os candidatos devem investir em sites credenciados e de credibilidade, de jornalistas conhecidos pelas suas posturas de seriedade com a notícia, pois só o que tem por ai é gente descredenciada praticando o péssimo jornalismo.

Veja Também

OAB DE JUÁ E ABRASEL CARIRI REALIZARÃO SUAS FESTAS JUNINAS NESTA QUINTA-FEIRA

FESTA MUITA Hoje à noite este colunista terá que se virar nos trinta para dar ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *